Início / Ginásio & Fitness / Ginásio / Crossfit / “Nutrição no Cross Training – o caminho para superar qualquer desafio”

“Nutrição no Cross Training – o caminho para superar qualquer desafio”

A Nutrição é um pilar fundamental para um bom desempenho desportivo, especialmente, no caso dos desportos de elevada intensidade, como o Cross Training. O treino, a par da alimentação e estilo de vida são essenciais para otimizar a performance desportiva e a composição corporal.

O Cross Training, por envolver uma multitude de exercícios e conciliar cargas físicas consideráveis com níveis elevados de intensidade, é um treino completo, que ajuda quem o pratica a perder peso, ganhar massa muscular e, consequentemente, a melhorar a composição corporal. A prática desta atividade física torna-se ainda mais interessante, quando se verifica que apesar da componente de competitividade, o que prevalece entre os praticantes é o espírito de entre ajuda e companheirismo.

O espírito vivido pelos praticantes desta modalidade acaba por, inevitavelmente, ser transportado para o dia-a-dia, havendo maior autoconfiança, segurança e motivação para vencer os desafios rotineiros.

O Cross Training, sendo uma atividade que requer um esforço muscular intenso, e de curta duração, depende em maior proporção das reservas de hidratos de carbono e é, por isso, importante repô-las continuamente, através da alimentação. Assim sendo, aqui ficam algumas sugestões importantes para alcançar os objetivos num WOD e sentir-se mais confiante para superar desafios do dia-a-dia:

Antes do treino – deve ter o cuidado de realizar sempre uma pequena refeição, não realizando nunca esforços em jejum que o podem colocar em risco de hipoglicemia reativa ao esforço.

Refeição/lanche Pré-Treino (cerca de 2h antes do treino): qualquer desafio” o Ovos mexidos com batata doce, ou pão de centeio/mistura com peito de frango/peru grelhado ou peixe grelhado com arroz basmati; frutos secos (ex.: nozes, amêndoas, caju, etc.) com um iogurte ou papas de aveia com banana, ou uma alternativa rápida, como um Batido Proteína Whey, ao qual pode adicionar aveia triturada; o Quando, por qualquer razão, não houve tempo para realizar a refeição ou o lanche, pode e DEVE, optar pela ingestão de um snack: uma banana ou até, flocos de aveia simples, cozinhados, podem ser uma opção; o Deve ingerir entre 400-600 ml de fluídos.

Após o treino – Deve considerar uma refeição que forneça hidratos de carbono e proteína, fundamentais para repor as reservas de glicogénio gastas e assegurar a manutenção ou construção de massao. Após o treino, pode optar, por exemplo: o Pão com queijo/manteiga de amendoim, iogurte e uma laranja; ou barra de cereais, leite ou iogurte; ou em alternativa, pode optar por um simples Batido Proteína Whey e uma banana.

Uma nutrição otimizada promove melhores adaptações ao estímulo de treino, diminui o risco de lesão ou de doença, ao manter da função imunológica, ajuda a obter e manter um peso e composição corporais adequados, preservando as massas musculares e óssea, modula a disponibilidade de substratos energéticos, contribuindo para uma melhor recuperação pós-treino.

A alimentação pode variar bastante em função do tipo, intensidade e duração de exercícios praticados e, como tal, a melhor estratégia é consultar um profissional de nutrição, apto a aconselhá-lo e acompanhá-lo de forma personalizada. Na Prozis, pode encontrar um conjunto de informação interessante e ser acompanhado por técnicos especializados.

Carla Machado de Sousa, Nutricionista Prozis
0990N

loading...

Verifique também

Dia Mundial do Coração

Dia Mundial do Coração

O Dia Mundial do Coração celebra-se, hoje, dia 29 de setembro, com o tema “Potencia a tua vida” …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *